sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Documentário

Documentário sobre dança clássica indiana em inglês:

1ª parte:
 https://www.youtube.com/watch?v=_rU-IN2-LuE#t=85
(desculpe, mas a primeira parte não consegui colocar aqui, é só acessar o link)

2ª parte:

domingo, 3 de agosto de 2014

Valorização da dança

Por que trabalhar com arte no Brasil é tão difícil?

     O que atualmente vemos no nosso país é resultado da falta de valorização do governo, da sociedade e dos próprios artistas.
     Os artistas são considerados, pela população em geral, como aqueles que só se divertem e não trabalham e que nem precisaram estudar. Quantas vezes ouvi: mas você não trabalha? Que bom, você  dança. E assim vai...
     Bom, não decidi ser bailarina depois que terminei o 2º grau, fiz 4 anos de faculdade e pronto, virei profissional. Comecei a dançar aos 7 anos, assim como muitos artistas, começamos desde cedo; são horas, dias, anos da infância, da adolescência, da vida dedicados a nossa profissão; aulas e ensaios que tomam o lugar de festas e passeios. 
     Não foi só uma vez que escutei: por que você tem aula de anatomia, fisiologia, cinesiologia, desenvolvimento psicomotor na faculdade? Ops, trabalhamos com o corpo humano e não precisamos saber como ele funciona?! Artista também estuda!
     Acredito que as pessoas precisam parar de comparar uma profissão com a outra. Todas são importantes, possuem seu papel na sociedade, exigem estudos específicos, e profissionais com formação adequada. 
     Infelizmente, ainda existem muitos "artistas" por aí, aqueles que fizeram meia dúzia de aulas, copiam aulas e coreografias do youtube e se dizem profissionais, e são eles que contribuem para esta visão errônea que a sociedade possui dos artistas. Pois, eles realmente não estudam, não possuem qualificação e não sabem o que estão fazendo. E a culpa é de quem? De nós mesmos! Das escolas que contratam este tipo de "profissional"; dos alunos e pais que não exigem um professor com formação (aqui também abro um parentese para dizer que um bailarino profissional não é um professor profissional, estas são duas coisas diferentes); dos sindicatos que não fiscalizam; dos artistas que não reivindicam; das pessoas/empresas que contratam qualquer bailarino para eventos só para pagar um cachê mais barato ou muitas vezes sem pagar, não visando a qualidade do trabalho. Desta forma, muitos profissionais acabam aceitando trabalhar ganhando pouco, porque sabem que se não aceitarem, vão contratar qualquer outro, que como não estudou, vai aceitar qualquer coisa, e tudo então vai virando uma grande bola de neve.
     E falando de governo, sabemos que ele não incentiva a arte e a cultura como deveria. Os editais de incentivo chegam a algumas vezes a serem sem nexo, mas por que realmente incentivar algo que vai fazer a população pensar? Sim a arte também ajuda na formação dos cidadãos. Será que é por isto que é tão difícil ter um incentivo, um programa, uma real valorização da arte, da cultura pelo governo? Será que vamos ver sempre poucos "gatos pingados" com incentivo e patrocínio?
     Enfim, são muitas questões que podemos citar e discutir. Mas, quero apenas que você artista, professor, pai, aluno, cidadão reflita sobre o assunto e dê valor ao verdadeiro artista e faça sua parte!